sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Cada vez mais grávida

Fui na 25 de Março com minha mãe segunda-feira. Entramos num elevador e um rapaz entrou também. Ele pediu para o ascensorista subir logo porque "a moça tá grávida e precisa descansar".
Eu achei um barato, porque até então a minha condição de gestante era sempre: tô na fila porque tô grávida; tem atendimento preferencial para gestante?; etc.
Eu andava com a mão na barriga pra ninguém achar que eu tava gorda e aquela barriga era banha ou cerveja.
E agora eu sou a grávida que precisa descansar, que anda igual pata e tá com cara de mãe. E o duro é olhar pra perna no fim do dia e ver que ela está uns 30% mais grossa que no começo.
O Diogo entrou numa fase, agora, que ele manda em mim. Se eu sinto sede e não vou beber água, ele me chuta com força. Se eu tenho fome e não vou comer, ele me provoca enjôos com suas voltas irregulares sob o estômago. Se eu preciso fazer xixi e não percebi, ele cabeceia minha bexiga, e eu tenho que correr.
Se eu me mexo muito por muito tempo, quando eu sento, ele me lembra de sua presença, e começa a bagunça.
Se a gente coloca a mão, ele para. Se eu fico com a mão na barriga, ele não mexe. Mas se a Trudy deita a cabeça, ele mexe feito doido e ela foge. Mesmo não mexendo por fora ainda.
E essa fase tá deliciosa. Estou amando viver isso, e sentir meu filho com tanta intensidade.
Estou adorando as pessoas me verem como grávida e não como gorda.
E não vejo a hora do marido poder se sentir mais grávido também.
E preciso correr com o enxoval. Gavetas vazias, poucas roupas no cabide, quase nada de fraldas, e nada de berço por enquanto. Meeedooo!!! rs
Beijocas, meninas!!!

4 comentários:

Mariana Dias disse...

Ahhh, que delicia Raquel!! Te desejo muitos chutes ateh o final da gravidez!

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Ah, isso aconteceu comigo tbm! Como eu só fui ter barriga com 5 meses, eu morria de vergonha de usar as filas preferenciais, pois todos me olhavam com desprezo, tipo, o que aquelazinha acha q é? velha por acaso, está grávida aonde? uma vez uma pessoa na fila me perguntou se eu estava com a ultra pra confirmar, é mole? eu simplesmente nem liguei ... e no final da gravidez eu ia bastante a praia, foi perto do carnaval tbm e o metrô mega abarrotado e era impossível chegar perto de qualquer lugar para sentar e mesmo assim, ninguém dava não!!

Mas o Gui tbm mexia a pampa! Era uma delícia, eu conversava bastante quando ele começava a mexer!!! O maior barato, ai curta muuuuuuito o Diogo aí dentro!!!

Um bjo e dá um pulo no meu blog, tem uma coisinha pra vc.


bjs na barriga!

Tatiana Bonotto Cake Designer disse...

Para comemorar o DIA DAS CRIANÇAS vou sortear um cesta dos meus doces lá no meu blog.
Será um prazer ter sua companhia, participe: www.tatidesignercake.blogspot.com

Luíza Diener disse...

uh! nunca vou esquecer a primeira vez que me reconheceram como grávida. foi demais!
a segunda também não.
é uma fase hiper marcante da gravidez depois, claro, dos chutes.
viva!