terça-feira, 15 de junho de 2010

Primeiros suspiros de um pai



Ai ai... cá estou eu de volta ao tema.
É que é mesmo irresistível.
Como pode um embrião tão pequenininho (sétima semana, deve ter pouco mais de 13mm, algo como um grão de feijão) causar tanta mudança na vida de um casal?
Em mim as mudanças são físicas. Seios crescendo, cabelos caindo, seios crescendo. Sim. Só isso. Não tenho enjoos brutais, não vomitei nenhuma vez, e só faço xixi durante o dia. Durmo bem a noite toda, e não ando indisposta.
Mas e ele? Por que ele mudou tanto?
Ele chega em casa, e quer saber como estou me sentindo. Faz graça com o tamanho dos meus seios - que eu já chamo de tetas, pois é nisso que vão se transformar em pouco mais de 7 meses - e entra no meu banho para olhar a barriga. Reclama se eu não quero comer, pergunta se passei o hidratante contra estrias. Reclama se comi muito, e pergunta se marquei médico e fiz os exames.
Sempre pergunta como estão as coisas, mesmo que tenha falado comigo há menos de uma hora.
E isso é tão estranho para mim... ele nunca foi muito perguntador. Sempre se preocupou comigo, mas isso é demais. Acho que ele tá virando pai.
Ele chorou quando contou ao pai sobre a gravidez. Acho que pensou: um dia vou ver essa cena se repetir diante de mim.
Ele pergunta de que tamanho está o girininho (eu chamo assim por enquanto), e assiste às ultrassonografias que vejo no YouTube.
Eu mostro as fotos da decoração que pretendo fazer e ele fala: e se for menina?
Falo de nomes, e ele fala primeiro uns nomes legais, depois parte pra brincadeira - ele não seria ele se não brincasse.
A alegria acumula, e quando suspira... parece que dói no peito.
Chega em casa, pega o violão - que comprou há 2 anos do meu irmão e até então quase não tinha tocado, nunca pra mim - e me chama: vem aqui, vou tocar pro bebê.
É... um filho muda mesmo a vida de um homem.

Se ele faz isso com a Trudy, imagina o que vai fazer com o(a) nenê?

2 comentários:

Janaína (Abacate) disse...

escândalo!
Uma delícia de ler...

Tô suspirando e vendo a história se repetir...
Tirando o violão, aqui foi igualzinho...

Mariana Dias disse...

Ahh que lindo! Deve ta sendo um momento muito marcanta nao soh pra ele, mas pra vc neh, de ver essas mudancas todas...mas como disse pra vc (ou sua mae), vc nasceu pra ser mae, quel! haha lindo texto!